verba
Dante Mediolanensis
(verba accommodatio: helium magellanicum olivam)

Sitiensque verba,
Præfractos, et arida
Prope chartæ extremitates rupes abscisæ
currit aqua
Tempus consumens sudore,
quia non pereo ingesto.

Lapides sunt in ore.
repant cum disertitudinem
sine sensu.
Una vult ad oscula.
Una vult dilacerant.

Non solum dicere eos.
vis esse
plus quam verba.

Et quomodo intelligo
In idea sine fine
(nescio a quo factum est)
Se exprimere conatur ...

inaquosa verba,
Gutture pro esurientem,

Et cum germinent
esse sunt notas
pulsum de defunctis musica .....



Vocabulário
Dante Milano

Áridas palavras,
Refratárias, secas
Arestas de fragas
Secretando uma água
Morosa, suada,
Que não mata a sede.

São pedras na boca.
Rolam balbuciantes
Buscando um sentido.
Uma quer ser beijo.
Outra quer ser lágrima.

Não basta dizè-las.
Elas querem ser
Mais do que palavras.

Como captarei
A ideia sem fim
(Não sei de onde vem)
Que tenta exprimir-se...

Áridas palavras
Para as bocas ávidas,

E quando elas brotam
Não são mais que as notas
De uma extinta música...